18 de dez de 2016



ROBERTO VIEIRA

Quem disse que japonês não sofre e torce?

Lá estavam as crianças gritando GOL.

Quem disse que eles perderam a raça em Iwo Jima?

Lá estavam eles correndo e correndo e correndo.

Furyo.

Sobre a final do Mundial, porém, habitava um espírito.

O espírito de um gênio brasileiro chamado Zico.

Além disso, uma constatação.

O Real Madrid não é espanhol - é uma legião estrangeira.

Brasileiros, croata, costarriquenho, francês, português.

E o Kashima é Made in Japan.

Um Made in Japan com espírito brasileiro.

O tal Spirit of Zico.

Assistir uma final equilibrada entre estas equipes.

É constatar que o futebol sul americano está pior.

Muito pior do que a gente poderia supor.








0 comentários:

Postar um comentário

Comentários