17 de out de 2016



  Por ROBERTO VIEIRA

Abrem-se as cortinas e começa o espetáculo!
Gabriel de Jesus abraça César Maluco e deseja boa sorte.
Edu sorri.
A cabeleira de César arranca risos da Arena.
Cleiton Xavier bate o centro.
Dudu não quer saber de brincadeira – entra firme.
A bola chega aos pés de Nei.
Jean olha com desprezo o baixinho.
No instante seguinte está sentado e a bola atravessa os céus.
Leivinha sobre entre Dracena e Vitor Hugo.
Gol.
Tchê Tchê corre atrás do Divino.
Thiago Santos corre atrás do Divino.
E o Divino se diverte... parado com a bola no pé.
Alfredo grita pra Chevrolet não avançar.
Mas Chevrolet tabela com o tempo e balança as redes do Maternal.
Está fácil.
O público jovem como Taylor Swift se cala.
Que Palmeiras é esse, mano?
As trombetas gritam.
La Academia!
Fedato entra e deixa o seu.
O jogo termina.
Zeca troca de camisas respeitosamente com Zé Roberto.
Leão sai com o uniforme limpo e impecável.
Eita, bicho fácil!
Cuca recebe o abraço de Osvaldo Brandão.
Fiori Gigliotti fecha as cortinas.
O futebol do passado comemora a goleada no futuro do futebol.


0 comentários:

Postar um comentário

Comentários