29 de mai de 2016



Por ROBERTO VIEIRA

Obrigado, Ganso!
Vi o jogo à cores, mas ele merecia o preto e branco chapliniano.
O preto e branco dos tempos inocentes da televisão.
Você pegava a bola e ficava com ela.
Obediente, ela agradecia.
Como o velho Gerson.
O velho Ademir da Guia.
Sei que essas coisas soam anacrônicas hoje em dia.
Mas foi assim que a gente se sentia.
Você fez um gol de cabeça.
Com a simplicidade dos sábios.
Depois deu caneta, desfilou impávido.
Um ator dos anos 40 na São Paulo do século XXI.
Eu sei, nós sabemos.
São tempos de play station.
Tempos de whatsapp.
Tempos de speed e ecstasy.
E você usa fraque e cartola pra entrar em campo.
Mas o futebol agradece também.
O futebol que anda cansado de suor e adrenalina.
O futebol que vive de sonhos Dalí.
O futebol que não resiste aos Zizinhos, aos Dirceus Lopes.

Aos Paulo Henriques Gansos.


2 comentários:

  1. Antonio (Ganso... que não está na seleção porque não é um jogador Dunga...)30 de maio de 2016 23:15


    Caros amigos,

    infelizmente o meu time não o segurou...

    é que lá no início as comparações com o Neymar (tinha gente que o preferia) eram corriqueiras e ele se acanhou...

    e, juntamente, com as suas constantes contusões o fizeram sair da Vila...

    há apenas 6 meses... ele não estava bem no São Paulo... mas o Santos, sem $$$, não o levou de volta... que pena!!!

    que pena!!!... jamais o comparei com o Neymar... pra mim: empate técnico, cada um na sua...

    ah, ah... na final do paulistinha de 2010... naquele jogão contra o Santo André, no Pacaembu (eu lá estive)... como ele jogou naqueles 2 x 3... e o Santos ao final com apenas 8 jogadores...

    jamais irei esquecer: Santos com escanteio a favor... ninguém foi para a área... o Ganso foi cobrar... deu um toquinho de 30 cm na bola, o time do Santo André não percebeu... só após preciosos segundos é que viram a esperteza e foram lá pegar a bola... ganhou um tempão...

    além desse lance... o Dorival Junior pensando que ele estivesse cansado solicitou a mudança... quando ele viu esbravejou, o técnico aceitou, e ele continuou no campo naquela derrota por 1 gol de diferença que deu ao Santos o título... foi muito líder!

    ah, querem outra?... Libertadores de 2011... o Santos foi muito mal nas primeiras 3 partidas... precisava vencer as outras 3 para se classificar... ele jogou muito e ajudou demais o Muricy que chegou nessa fase... na 1ª partida do returno (a 4ª da fase classificatória) o Neymar foi expulso na Vila por colocar uma máscara no rosto... jogo seguinte: no Paraguai contra o Cerro... outra vitória era obrigatória e sem o Neymar... pois bem, o Ganso fez uma das suas melhores partidas e acabou com o jogo... acabamos campeões da Libertadores...

    sempre gostei dele... como xinguei o Dunga por não terem ido (os 2) àquela Copa de 2010, mesmo para a reserva...

    coisa do nosso futebol...


    1 abraço a todos.

    ResponderExcluir

Comentários