20 de mar de 2016



Júlio César fez o usual.

Grafite ganhou todas de Eller.

Ronaldo Alves chutou nos ares o gol da vitória - mas tem crédito no celular.

Alemão bateu, apanhou e fez o gol de sempre no Timbu.

Daniel entrou e deixou se tento nas redes.

Depois ficou andando em campo, feliz da vida.

Jefferson nem mostrou porque fica de fora.

Quando entra permanece de fora do jogo.

Martellotti vai dormir contando timbuzinhos.

Pozzo não dá colher de chá pra cobrinha.

O Náutico segue líder.

Léo Moura mostrou que é um garoto de futuro.

E, finalmente, se cobra usasse sapato, Timbu era pedregulho.



Um comentário:

  1. Antonio (dando a sua opinião...)20 de março de 2016 19:05

    Pô, pô... vi o jogo...

    era pra ter vencido... os jogadores do Nautico deviam, após o final dos treinos, terem de ficar lá por no mínimo mais 1 hora... a treinarem finalizações...

    se não vencem um time ruim como esse do Santa... vão ganhar de quem?

    aliâs... umas palavrinhas sobre o Santa:

    candidato a cair, de novo, no ano da subida... junto com o Botafogo já estão a enxergar a segundona em 2017...

    e, pra encerrar, HORROROSO o gramado do Arruda... imagino, aquilo lá, com chuva... vai virar um pasto...

    1 abraço a todos.

    ResponderExcluir

Comentários