1 de mar de 2016



Mestre Lucídio lançou o desafio:

Quem ainda está vivo dos atletas da Copa de 50?

Jogo duro.

Tudo porque esta semana faleceu Parra - último remanescente da Fúria daquela Copa.

Então lá vai.

Entre os atletas que vestiram a camisa de titular.

Quem está respirando ainda?

Bem, da Espanha e Brasil ninguém.

Do Uruguai?

Gigghia foi o último.

Palmer da Suécia?

Morreu ano passado.

Ele era o penúltimo dos jogadores das equipes semifinalistas.

O último foi o espanhol Parra - o Kaiser do Español.

Mas estão vivos, turma!

Giampiero Boniperti da Itália - tinha 21 anos na Copa.

Além de Boniperti, outros quatro italianos estão vivos:

Osvaldo Fattori, Atilio Giovannini e Egisto Pandolfini.

Higino Atilio Lopez Rivera, do Paraguai também vive.

Rivera que jogou a Copa e foi campeão da Copa América de 1953.

Junto com ele, outro guarani:

Dario Jara Saguier.

Um dos sete irmãos Jara que jogaram futebol profissional.

O boliviano Antonio Greco também respira os ares de la Paz.

Greco que está com 92 anos e jogou noventa minutos em 50.

Noventa minutos e oito gols uruguaios.

Benigno Gutierrez Valdivia é outro boliviano herdeiro daquela goleada.

Ambos de La Paz.

Ambos remanescentes da lapada.

Não pude deixar de usar o trocadilho.

E dos norte-americanos?

Resta apenas Walter Alfred Bahr (FOTO).

Oitenta e nove anos.

Bahr que deu o passe para o gol de Gaetjens.

Gol que derrotou a Inglaterra em Belo Horizonte.

Pra quem curtiu?

Ainda tem a segunda parte!




0 comentários:

Postar um comentário

Comentários