6 de mar de 2016




FOTO GLOBO ESPORTE


Por ROBERTO VIEIRA



Junho de 2013... Era jogo comum de quarta-feira.

Vitória de Vitória de Santo Antão contra a Polícia Militar.

Vitória que é uma das forças do futebol nacional.

Polícia Militar jogando por amor.

Apertos de mão.

Beijinhos no rosto.

Bola na rede.

Até meia dúzia, nada demais.

O Vitória meteu seis no Central de Caruaru.

Mas as meninas do Vitória queriam mais.

Sete, oito, nove, quinze.

Trocaram a goleira.

A titular chorava copiosamente.

Vinte e dois.

Estava batido o recorde pernambucano de futebol.

Estabelecido pelo Náutico do coronel Tará nos anos 40.

Uma goleada de 21 x 3 sobre o Flamengo-PE.

Tará que por ironia era da Polícia Militar.

Resumo da ópera?

Carol Baiana meteu quatorze bolas no filó.

Sem dó.

O placar final registrou incríveis 34 x 0.

Sérgio, torcedor do Santa Cruz e vigilante do INSS na cidade.

Resumiu o massacre em poucas palavras na saída do estádio: 'Mulher não tem coração!'  


Um comentário:

  1. Bronca!

    As meninas do América venceram a mesma PM por 5x0...

    ResponderExcluir

Comentários