14 de fev de 2016



O Sport comemorava o título estadual de 1977.

Um jogo de duzentas horas vencido por Mauro.

Quarenta e oito horas depois, Estádio Ernâni Sátiro.

O Botafogo-PB descansado.

O Sport com Assis Paraíba na ponta direita.

Roberto ainda não coração de Leão no ataque.

Cacau de volante.

Gilberto prestes a se aposentar no arco.

O Botafogo-PB tinha Zé Carlos Paulista no meio campo.

Zé Carlos que brilhara no São Paulo.

Com Fantik na defesa e Jorge Demolidor no ataque.

O Belo queria jogar água no chopp do Sport.

E botou.

Jorge Demolidor deixou sua marca nas redes de Gilberto.

Vandinho acabou com a carreira de Toninho.

E a desculpa ficou mesmo na ressaca.

O que ninguém entendeu mesmo foi a escalação de Mauro no ataque do Sport.

Mauro que desmaiara no jogo contra o Náutico.

Feliz mesmo?

Os dezoito mil torcedores do Belo nas arquibancadas.

E o técnico José Lima.

José Lima que recebeu uma camisa do Sport de presente ao final do espetáculo.

Presente dado por Assis Paraíba.

Por quê?

Porque Assis era irmão de José, Pedro Bó!




0 comentários:

Postar um comentário

Comentários