4 de jan de 2016



O final de ano foi doloroso. Estou viajando e soube do sofrimento do Mestre Carlos Celso Cordeiro na distancia. Pessoa nobre, índole excepcional, caráter inigualável, Carlos Celso vive um momento difícil de luta contra o inimigo invisível que habita o destino de todos nós.

Forte como sempre, ele luta e conserva o bom humor de sempre.

Mas tenho certeza de que as orações de quem acredita em orações, assim como o carinho de quem não acredita em orações mas torce por nosso amigo só podem lhe trazer o bem.

Portanto, meus amigos. Quem acredita, reze por nosso amigo. Quem não acredita, lance seu olhar de carinho e amizade.

Porque esse é o momento de colocar nosso coração a serviço do nosso amigo querido.

E, se Deus quiser, logo ele estará de volta!


0 comentários:

Postar um comentário

Comentários