8 de dez de 2015



Acordei no domingo e abri o Jornal do Commercio.

Despi minha opinião pessoal e fui ler o que diziam os candidatos alvirrubros.

Quem sabe me surpreenderia?

Pois bem , lá está Marcos Freitas.

O candidato da oposição.

Marcos indica que não quer aumentar as dívidas do clube.

Bota o pé no chão na questão dos Aflitos e da ARENA.

Lembra que as decisões passam necessariamente pelo Conselho Deliberativo e Assembléia de Sócios.

Assegura que não irá comercializar ou arrendar nosso patrimônio.

Melhor.

Reconhece que a obra do CT é fruto do trabalho de várias gerações.

Marcos que está ciente do Profut.

Marcos que não apoiava o grupo que governou o Náutico em 2014/2015.

Marcos que mesmo assim deu a mão nas divisões de base do clube.

Finalmente, Marcos se orgulha do passado do clube.

E traz na sua chapa, para vice-presidente, o Mestre Ivan Brondi.

Brondi que só não é unanimidade alvirrubra para alguns.






Um comentário:

  1. Não tem o que pensar.
    A chapa com Marcos Freitas/Ivan Brondi é, sem dúvida, a melhor opção para o Náutico.
    Voto 30 para o Executivo e 300 para o Conselho Deliberativo!

    ResponderExcluir

Comentários