4 de mar de 2017



Por ROBERTO VIEIRA

Olá, Dennis!
Como estão as coisas por aqui?
Lá se vão 53 anos sem você perto de mim.
Quando você foi embora eu não queria mais jogar.
Estava velho demais.
As chuteiras não respondiam aos meus pensamentos.
Porque meus pensamentos estavam em você.
Mas descobri que tinha de jogar para esquecer.
Esquecer pelos noventa minutos de um jogo qualquer.
Acabava o jogo.
Fugia para o carro e para nossa casa.
Lá estava você sofrendo.
Milhares de pessoas nos estádios gritando.
E nós dois em silêncio.
Vaias quando eu me perdia em campo com a camisa da seleção.
Fotógrafos nos vestiários.
E nós dois em silêncio.
Nunca esquecerei aquele fevereiro de 1963.
Lembrava disso esta semana de fevereiro.
Lembrava que quem sabe... estaríamos juntos novamente, ou não.
Como velhos parceiros de um jogo de futebol eterno.
Estou me dirigindo para te encontrar ou não.
De qualquer forma, estaremos juntos novamente.
Olá, Dennis!
Como estão as coisas por aqui?

* Hoje faleceu o grande Raymond Kopa. Em fevereiro de 1963, Kopa havia perdido seu filho Dennis, com quatro anos de idade, vitimado pelo Câncer.


0 comentários:

Postar um comentário

Comentários