8 de set de 2016




 Por ROBERTO VIEIRA


O Santa Cruz é clube centenário e pop.

Sua torcida é imensa e apaixonada.

Torcida capaz de lotar estádios pelas séries D afora.

Fenômeno planetário na mídia.

Todo mundo sabe que o Santa Cruz cometeu descalabros financeiros.

Desastres pecuniários.

Sandices inimagináveis pra quem não é clube de futebol.

Porém, nas últimas administrações, a cobra botou a cabeça no lugar.

Geriu melhor seu veneno.

Conseguiu fugir do autoflagelo do populismo das finanças do futebol nacional.

Todo mundo pensou!

Agora o Santa Cruz conquista o Brasil.

Ainda mais com o título estadual e regional na mão em 2016.

Só que a grana constrói e destrói coisas belas.

Clubes como Santa Cruz, Remo, Ceará, Paysandu, Fortaleza são primos.

Primos pobres do futebol brasileiro.

Com o fracionamento espúrio do dinheiro nas competições no país.

Com o beneficiamento de quem vive mais perto dos e das capitais.

A lei da gravidade tem preferência por quem está fora do Clube dos Doze.

Má gestão?

É democrática.

Tem de norte a sul.

Mas enquanto não houver uma regra justa que possibilite a oxigenação de todos.

Teremos torneios pra inglês ver.

Aliás, nem mesmo ingleses.

Porque eles já resolveram essa obscenidade faz tempo.

Ou será que os ingleses rasgam dinheiro?


3 comentários:

  1. Bruno Rodrigo G. Pereira8 de setembro de 2016 17:45

    Verdade, mestre Roberto. Enquanto esse estado de coisas se perpetuar, sobreviver na série A é um ato de heroismo da parte dos excluídos do G-12! É lamentável, e não é pensar pequeno, é a realidade!

    ResponderExcluir
  2. Antonio (sudestino que quer igualdade de direitos...)8 de setembro de 2016 18:47

    Caro Roberto,

    já passou da hora dos times do nordeste/norte/centro-oeste se unirem e exigirem condições financeiras adequadas...

    o exemplo inglês tá aí...

    não precisa nem pensar... é só copiá-lo...

    caso não aceitem... decidam não jogar... greve geral...

    com certeza, sairiam vitoriosos...

    1 abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Roberto! Tudo bem? Aqui o Newton Pinheiro.

    Estranhei, E MUITO, a "ausência" do Náutico na linha '16'. Se o Náutico não está no grupo juntamente com CEA, FOR, PAY, REM e STA, onde estaria? No patamar do Sport? Dos grandões do Sudeste e os dois gaúchos? Não. Não creio. Num patamar bem inferior, junto com Sampaio Corrêa, CRB, ABC, América-RN, Botafogo-PB... em NENHUM grupo? Parece que vc, como eu, INFELIZMENTE, não considera mais o Náutico como grande, à altura daqueles clubes. E isso me inquieta. Ainda não digeri. Creio que alguns anos atrás e estaríamos com o nome de nosso clube, na 'linha 16', acima, no seu oportuno - mais uma vez - texto. LAMENTÁVEL. Obrigado e grande abraço.

    Newton Pinheiro

    ResponderExcluir

Comentários