20 de jun de 2016



A seleção da Eslováquia foi um sonho de uma noite de guerra.

Como a Tchecoslováquia foi um pesadelo pós I Grande Guerra.

Uma mistura de boêmios, tchecos, eslovacos, húngaros e alemães.

Deu bode nos anos 30.

A Eslovaquia se tornou um país solitário.

Solitário e aliado dos nazistas.

Entre 1939 e 1944, a Eslovaquia jogou 16 partidas.

A primeira delas?

Uma surpreendente vitória sobre os alem~es em agosto de 1939: 2 x 0.

Gols de Jan Arpas e Josef Luknar.

Companheiros de ataque do SK Bratislava.

Durante a II Guerra, a Eslovaquia foi jogando aqui e ali.

Contra os aliados Romênia, Bulgária, Croácia e Alemanha.

Em 1944... a história teve fim.

Partizans comunistas tumultuaram a primavera eslovaca.

E a Eslovaquia voltou a jogar com os parceiros tchecos.

Uma parceria que rendeu dois vice-campeonatos mundiais em 1934 e 1962.

Durante 50 anos não existiu seleção eslovaca.

Em 1994, ela voltou.

Primeiro em amistosos no Oriente Médio.

Depois em amistoso em casa, contra a Croácia.

Mesma Croácia que jogou a última partida contra a Eslováquia em 1944...

Contra os ingleses?

De 2002 pra cá, três jogos e três derrotas.





0 comentários:

Postar um comentário

Comentários