20 de abr de 2016



Fazendo das tripas coração.

Juntaram uns 50 mil reais de bicho pro Náutico.

Pede aqui, junta dali, cata acolá.

O Náutico entra em campo.

Santa lépido fagueiro.

Keno pedala. Gol de Artur.

De cabeça.

Artur que não é Leivinha nem Baltasar.

O Santa ganhava todas as divididas.

O Náutico bailava russamente em campo.

Segundo tempo.

Novo gol de Artur de cabeça.

Artur que não é nenhum Escurinho nem Dario.

Time todo no ataque?

3 x 0.

Nessa hora deu pena - uma pena medonha.

Pena de ver Esquerdinha tabelando com Thiago Santana.

Pena de ver Renan procurando Eduardo Cunha em campo.

Pena de um time que já foi grande em Pernambuco.

Um time que treme na hora da decisão.

E treme até quando não é decisão.

Resumindo que vou dormir.

Ganhou quem queria, e quem gosta de ganhar!

O último a  sair?

Feche as portas de Rosa e Silva...


Um comentário:

  1. Mestre, desculpe-me, mas o Náutico só deixará de ser grande, quando seus torcedores começarem a pensar pequeno.
    E pensam pequeno aqueles que acham que não é possível reverter o resultado adverso que tivemos na quarta-feira.
    Vamos à luta!

    ResponderExcluir

Comentários