19 de abr de 2016



Por ROBERTO VIEIRA

Segunda-feira de manhã.
O povo brasileiro dividido se une em torno de uma questão.
Como tem perna de pau no Congresso!
Deputados sem concordância verbal.
Deputados aplaudindo cadeira do dragão.
Deputado cuspindo em plenário.
Deputado com filho no colo pra votar.
Deputado que nunca tinha pisado por lá.
Deputado que nunca tinha falado ao microfone.
Deputado falando da mãe, do pai, da tia, da esposa.
Deputados se esquecendo das sogras, coitadas.
Deputados que nem sabiam porque estavam ali.
Deputados felizes, delirando pelos quinze segundos de fama.
Segunda-feira de manhã.
O povo brasileiro dividido se une em torno de uma questão.
Como tem perna de pau no Congresso!
Povo brasileiro que esqueceu o principal.
Aquele Congresso foi eleito pelo povo brasileiro.
Aquele Congresso é a mais pura imagem do que somos.
A indignação coletiva não se lembrou do mea culpa.
Como dirigentes e torcedores que contratam e escalam uma seleção de pernas de pau.
E depois esperam que dali venha a surgir a seleção de 70.
Em tempo.
O texto é dedicado a minha tia bisavó Dileusinha, lá de Mogeiro, Paraíba.


2 comentários:

  1. Antonio (e o Lula há de pagar por colocar esse poste lá...)19 de abril de 2016 16:41



    hehehe,

    é isso aí querido poeta...

    o Brasil é constituído de Tiriricas, Bolsonaros, Brunos Araújos, etc.

    só há uma única exceção: DILMA, a ex-presidentA, é única...

    é impossível a alguém ser igual a ela...

    caso único...

    por isso... eternamente... o título de PIOR presidente do Brasil será dela...

    ResponderExcluir
  2. Antonio (santista como muitos outros brasileiros...)19 de abril de 2016 16:46


    ah, esqueci (na nota anterior)

    beijinhos pra minha mulher, meus pais, meus filhos, meus amigos deste blog... e, como hoje ainda não é domingo, abraços até para os amigos palmeirenses...

    ResponderExcluir

Comentários