6 de fev de 2016






Um comentário:

  1. Bruno Rodrigo Gouveia Pereira11 de fevereiro de 2016 03:34

    Sua morte prematura e inesperada foi a notícia mais triste já veiculada no Blog do Roberto. Ao ler seus livros sempre lembraremos do homem puro e bondoso que foi. Certamente produziria muito mais, não tivesse sido traído pela enfermidade que o roubou do nosso convívio.

    2016 e 2017 marcarão as festividades pelo centenário do clássico das multidões e das emoções. Sem mestre Carlos Celso, a história desses clássicos tão importantes corre sério risco de não ficar registrada em livro. Porém, muito mais do que isso, fará falta sobretudo o Ser humano CCC, insubstituível como pessoa e memorialista. O mundo fica pior sem alguém assim.

    Saiu da vida pra entrar para a História!

    ResponderExcluir

Comentários