23 de fev de 2016



Foi impossível não lembrar do Ado.

Ado que surgiu como ciclone em 1969.

Bonitão.

Fechando o gol do Timão em jejum.

Com algumas horas no Parque São Jorge.

Chamaram Ado:

'Tu agora vai enfrentar Pelé!'

Ado entrou em campo naquele sangrento novembro de 1969.

Fechou o gol.

Pegou bicicleta do Rei.

E o Corinthians ganhou por 4 x 1 do Peixe.

Seis meses depois, Ado era campeão do mundo no México.

Um goleiro que fez fama por causa do Rei.

Petr Cech é mais goleiro que Ado.

Tem mais história, é verdade!

Mas hoje, Cech era machete por nunca ter levado gol de Messi.

Como o futebol é cruel muito cruel com goleiros.

Hoje Messi desencabulou.

Meteu dois.

Não pude deixar de lembrar do Ado e do Pelé.

Alegria de goleiro dura pouco, meus amigos.

Muito pouco, pouco mesmo...



0 comentários:

Postar um comentário

Comentários