23 de dez de 2015



Os jornais da época falavam em cinco mil pessoas.

Uma multidão na época.

Sexta feira, 10 de abril de 1942.

Noite fria paulistana.

Estação da Luz.

Leônidas estivera preso.

Acusado de desamor à Pátria.

Os tempos eram de chumbo grosso.

Tempos de Getúlio.

O Flamengo humilhara o gênio.

O São Paulo foi lá e comprou o Diamante.

Artilheiro da Copa de 38.

Leônidas chega à São Paulo desconfiado da vida.

E sai carregado nos braços do povo.

A bicicleta viaja nos trilhos do trem.

O tricolor paulista domina a década de 40.

Um incêndio destrói em 2015 o prédio da Estação da Luz de Leônidas.


0 comentários:

Postar um comentário

Comentários