2 de mar de 2015




Pertinho da Copa de 30.

O jornal carioca A CRÍTICA organiza um concurso.

O cabra recortava o cupom e enviava ao jornal.

Jornal que desejava saber qual clube deveria representar o Brasil no Mundial.

Caso isso fosse possível.

Pois bem.

Após a terceira apuração, cariocas lideravam, óbvio.

Mas que ironia dos tempos do futebol.

O único pernambucano e com 23 votos.

Não era Sport, nem Náutico, nem América, nem Santa.

Mas sim o poderoso Torre.

Campeão de 1926, 1929 e 1930.

Torre prestes a naufragar nas saias do Estácio Coimbra.

Torre que aparece na frente de Santos, São Paulo, Atlético-MG e Grêmio Portoalegrense.







0 comentários:

Postar um comentário

Comentários