19 de fev de 2015





Calor danado.

Patrick Vieira fez 1x0.

Josimar teve a chance ma bola prensada com o arqueiro pra meter 2x0.

Renato arriscou duas bolas de longe.

E tem três pontos pintando por aí no Piauí.

Será?

Porque no segundo tempo, o jovem Dênis perdeu uma, duas, dez chances.

Pura incompetência.

E a gente pensando que água mole...

Entra Jefferson Renan, o novo marcos Vinícius.

O técnico acha que ele só corre dez minutos.

Viva, Júlio César!

O Piauí brinca de barcelona?

Golllllllllllllllllllllllllllllllll de Jefferson Renan!!!!!!!!!!!!!

Após 39 anos, o Náutico vence o Piauí pela primeira vez...

Com oscilação ou sem oscilação.

O importante nesse momento são os pontos e a classificação.


3 comentários:

  1. Apesar da fragilidade do Piauí, sem dúvida, houve uma evolução na equipe.
    As entradas de Elivélton e Felippe Souto melhoraram bastante a equipe.
    Patrick Vieira - principalmente - e Bruno Alves jogaram muito bem, especialmente no primeiro tempo.
    Na defesa, só não gostei da atuação de David, que proporcionou vários lances de perigo ao Piauí no segundo tempo. No primeiro tempo, não tomamos nenhum susto.
    O "professor" insistiu no erro de manter Jefferson Renan na reserva, corrigindo ao substituir Renato por ele.
    Júlio César, mais uma vez, foi muito bem.
    Dessa vez, o "professor" limitou a quantidade de jogadores oriundos da Base. O máximo, simultaneamente, foi 4, que é a política correta.
    Mas não podemos nos entusiasmar muito, pois o time do Piauí é muito ruim.


    ResponderExcluir
  2. Amigo Roberto, "após 39 anos vencemos o Piauí". Pelo que tenho nas estatísticas, nossa "primeira vez" contra este clube foi em 1979 quando empatamos no Arruda em 2 x 2.

    Newton Pinheiro

    ResponderExcluir

Comentários