19 de fev de 2015





Muito se fala das cabeçadas de Tará.

Nada contra.

Mas havia um outro grande cabeceador em Pernambuco.

Um rapaz que treinava desde criança com seus irmãos e primos.

'Cruza, Artur!'

'Levanta, Zezé!'

E as bolas voavam nos campos de pelada.

Encontrando nos ares a testada firme e corajosa - as bolas e seus pitos eram terríveis -

de Fernando Carvalheira.

Que o diga o arqueiro rubro negro Muniz.

Saindo desesperado nesta bola aérea no final dos anos 30...




0 comentários:

Postar um comentário

Comentários